O que você gostaria de saber sobre benefícios do chá: Catequinas!

Mah oe!!! Nós pedimos laáá no Facebook da Infusorina o que vocês gostariam de ler aqui no blog, vocês responderam e cá estamos! Inaugurando uma série de posts inspirados nos comentários. OBRIGADA! ♥ Nada como falar com quem quer ouvir e transmitir o que queremos receber, né?

Vamos lá:
Que o chá é uma bebida amplamente consumida, ♥ você já sabe! Mas será que sabe tudo, tudinho sobre o chá?

catequina
Matcha, fonte de catequina, na cerimônia Japonesa Chanoyu por Erika Kobayashi – imagem arquivo pessoal.

Não? Não se preocupe, a gente também não! 😀 Mas, o pouco que sabemos, vamos compartilhar com você nessa série linda sobre os benefícios do chá! Começando pela queridinha catequina (S).

Primeiro precisamos entender o que são!
A catequina é um fitonutriente de subclasse dos polifenóis (flavonóides). Inúmeros estudos demonstram que as mesmas estão presentes no metabolismo da Camellia sinensis – a planta do chá,  atuando como fonte de defesa da planta. Em resumo: as catequinas são fonte de saúde para a plantinha do chá e, de quebra, é uma das chaves de saúde para nós, que temos a honra de sorver uma xícara dessa bebida milenar e cheia de amor para dar.

Mas, não é só isso. Para que possamos compreender melhor, podemos ver abaixo o grupo de catequinas presentes na Camellia sinensis:


catequina
Imagem da internet.

Com isso, logo vem a pergunta: Catequinas, o que fazem, para que servem, como vivem em mim?

As mesmas estão presentes em até 8% nas folhas secas do chá, que varia muito dependendo do método de cultivo que essas plantas receberam. Mas como regra geral, a catequina está presente em maior parte no chá verde, ao contrário do que muitos pensam (a exemplo do chá preto), pois o chá preto passa em seu processo por um alto nível de oxidação, enquanto o chá verde, não, ou seja, as catequinas permanecem intactas em suas folhas. Sendo assim, as catequinas se concentram aproximadamente da seguinte forma: são 30% dos polifenóis de um chá verde e 11% dos polifenóis de um chá preto (xíc.).

Sua participação em uma xícara não necessariamente será despontada através da temperatura da água, e sim, pela qualidade (cultivar, conservação) do chá consumido. Mas, de qualquer forma, o chá verde lidera a fonte de catequina. ♥

Pois bem, aqui está: além de proteger a planta, elas são as maiores responsáveis pelo poder anticâncer do chá, que ajuda a previnir doenças cardiovasculares (junto com os taninos – falaremos em outro post), a pasmem: colaboram no retardamento do envelhecimento. São substâncias 100% mais eficazes que a vitamina C e 25% mais eficazes que a vitamina E.

Renata, qual blend da Infusorina tem maior concentração de catequina? Unânime: Amaranto.
E de nossas marcas representadas? Unânime: chá verde Amaya. ♥ 🙂
catequina
Coloque a catequina na sua vida e seja feliz! \o/

Um beijo com chá, Renata.

Fontes: http://pt.wikipedia.org/wiki/Catequina | Tea History, Terroirs and Varieties book.

 

Compartilhe
FacebookGoogle+TwitterEmailGoogle GmailPinterestLinkedIn

Cafeína não acelera o coração {será?}

FELIZ 2016, gente ♡ !
Sei que já nos falamos via FB, Instagram, Newsletter mas… o blog, bom, o blog é sempre um momento especial. 🙂

Iniciaremos o nosso post 01 do ano falando de um assunto que sempre vem à tona nas nossas degustações, workshops, feiras e encontros: la cafeína |
A CAFEÍNA! 

Sabemos que o chá (infusão proveniente de brotos e folhas da Camellia sinensis) e o café possuem cafeína – certo, biscoito? Então…
No entanto, a substância se manifesta de maneira diferente em ambos.

IMG-20151017-WA0030
Explicamos: 

O chá possui uma substância chamada L-Theanina, que é praticamente exclusiva do chá que age de certa forma “contra” os efeitos excitantes, por assim dizer, da cafeína, fazendo com que a bebida se torne estimulante. Ainda existe pouco estudo sobre mas, estima-se que, a substância citada tem o poder benéfico sobre atenção e concentração, somando ao rendimento intelectual.

———– Com isso, uma recente notícia me chamou a atenção com o título: “Consumir cafeína parece não acelerar o coração!”  (“Hum” – pensei).

A matéria afirma sob um estudo recente publicado na edição de Janeiro/2016 do Journal of the American Medical Association, que os amantes do chá, café e chocolate poderiam ficar tranquilos! O consumo regular não faria mal – algum, pelo contrário. O Dr. Gregory Marcus (responsável pela pesquisa na divisão de cardiologia da Universidade da Califórnia em São Francisco (UCSF) afirma que: os aconselhamentos sobre a diminuição do consumo destes três produtos, ou até mesmo a proibição, poderiam estar indo em direção contrária a intenção, pois ao deixar de consumi-los, a pessoa estaria deixando de lado muitos benefícios cardiovasculares.

O estudo se deu com 12 meses de duração onde cerca de 1.400 pessoas saudáveis tiveram o consumo de cafeína (na forma de chá, café e chocolate) supervisionada diariamente, além de carregar consigo um dispositivo portátil que controlava a frequência cardíaca dos participantes 24hs por dia. 🙂

A conclusão? 61% dos participantes consumiram mais do que um dos produtos por dia e, aqueles que consumiram uma quantidade elevada comparado aos demais não tiveram alteração no ritmo cardíaco (onde se esperava uma elevação do mesmo).  \o/

Bom, o Dr Marcus enfatiza que estudos desta forma e com o fim de saber mais sobre a cafeína é necessário e urgente. 🙂

IMG_2964
[ Na foto: nosso infusor de ♥ e nosso Blend Hippie Chai ]

Querem saber? Concordo! Quanto mais sabermos, melhor. Benefícios, malefícios. Mas, ainda fica a regra sagrada de: tudo tem limite. Ou, cada organismo pode reagir de forma diferente a QUALQUER substância. Sendo assim: faça uma busca interna pelo auto conhecimento. É um caminho sem volta, mas é um dos caminhos mais bonitos que você irá percorrer. ☯ ♥

Um beijo e bom chá!

Fontes:
– La Prensa | Honduras (tradução livre)
– Curso de formação em Tea Sommelière Espanha

Imagens:
Renata Acácia

 

Compartilhe
FacebookGoogle+TwitterEmailGoogle GmailPinterestLinkedIn